• flag-br
  • flag-esp
  • flag-us

ENTENDA O QUE É UMA SUBESTAÇÃO E CONHEÇA SUAS CLASSIFICAÇÕES

A energia que chega na sua casa ou empresa, vem de um caminho e muito trabalho. Como funciona uma subestação de energia? Veja agora

PUBLICADO EM 23/09/2014 ENTENDA O QUE É UMA SUBESTAÇÃO E CONHEÇA SUAS CLASSIFICAÇÕES

Uma subestação é uma instalação elétrica formada por um conjunto de equipamentos responsáveis pela transmissão e distribuição da energia elétrica, além de equipamentos de proteção e controle.

As subestações de energia são responsáveis pela distribuição da energia elétrica.

Antes de chegar às casas, a eletricidade percorre um sistema de transmissão que começa nas usinas e passa por estas estações, onde equipamentos chamados transformadores fazem o aumento ou a diminuição da tensão.

Quando elevam a tensão elétrica, os transformadores evitam a perda excessiva de energia ao longo do percurso.

Quando rebaixam a tensão, já nos centros urbanos, permitem a distribuição da energia pela cidade.

Funcionam, deste modo, como pontos de entrega de energia para os consumidores.

Apesar de mais baixa, a tensão utilizada nas redes de distribuição ainda não está adequada para o consumo residencial imediato.

Por isso, se faz necessária a instalação de transformadores menores, instalados nos postes das ruas, para reduzir ainda mais a tensão que vai para as residências, estabelecimentos comerciais e outros locais de consumo.

Eles reduzem ainda mais a tensão que será recebida nas casas e estabelecimentos comerciais.

O fornecimento de energia é feito por meio de um grande e complexo sistema de subestações, linhas de transmissão e usinas, que constituem o Sistema Interligado Nacional (SIN). 

As subestações podem ser classificadas quanto à sua função, nível de tensão, sua instalação ou forma de operação.

Classificação quanto à função no sistema elétrico

Subestação Transformadora é aquela que converte a tensão de suprimento para um nível diferente, maior ou menor, sendo designada, respectivamente.

Subestações elevadoras são localizadas na saída das usinas geradoras, elevam a tensão para níveis de transmissão e subtransmissão (transporte econômico da energia).

Subestações abaixadoras são localizadas na periferia das cidades e diminuem os níveis de tensão evitando inconvenientes para a população.

Subestação de Distribuição é aquela que diminui a tensão para o nível de distribuição primária, e podem pertencer à concessionária ou a grandes consumidores.

Subestação Seccionadora, de Manobra ou de Chaveamento é responsável por interligar circuitos de suprimento sob o mesmo nível de tensão tornado possível sua multiplicação, além de possibilitar o seccionamento de circuitos, permitindo a energização de trechos de menor comprimento.

Subestações de Distribuição diminuem a tensão para o nível de distribuição primária e podem pertencer à concessionária ou a grandes consumidores. Subestações de Manobra são responsáveis pelo chaveamento de linhas de transmissão.

Classificação quanto ao nível de tensão e operação

As subestações elétricas também podem ser classificadas quanto ao nível de tensão elétrica, ou

seja: baixa, média, alta e extra-alta tensão:

 

Baixa tensão: subestações com níveis de tensão de até 1 kV.

Média tensão: subestações com níveis de tensão entre 1 kV e 34,5 kV, ou seja, 6,6 kV, 13,8 kV,

23 kV e 34,5 kV.

Alta tensão: subestações com níveis de tensão entre 34,5 kV e 230 kV, ou seja, 69 kV, 138 kV

e 230 kV.

Extra-alta tensão: subestações com níveis de tensão maiores do que 230 kV, ou seja: 345 kV, 440 kV, 500 kV e 750 kV.

Classificação quanto ao tipo de instalação

Subestações a Céu Aberto são construídas em locais amplos ao ar livre e requerem emprego de aparelhos e máquinas próprias para funcionamento em condições atmosféricas adversas (chuva, vento, poluição etc.).

Ficam expostos às condições climáticas que causam desgastes dos materiais componentes, exigindo mais manutenções e comprometem a eficiência do equipamento.

Subestações em Interiores ou Abrigadas são construídas em locais abrigados e os equipamentos são colocados no interior de construções não estando sujeitos a intempéries.

Podendo ser uma edificação ou câmara subterrânea. Podem consistir de cubículos metálicos, além de subestações isoladas a gás.

Classificação quanto a forma de operação

Subestações com Operador: Esse tipo de subestação exige muito conhecimento e treinamento do operador, tendo em vista que dependem quase que totalmente dele as tomadas de decisões e o controle do sistema.

Existem computadores para auxiliar na supervisão, porém o operador é essencial para anotar e interpretar os dados coletados.

Subestações Semi-Automáticas: Esse tipo de subestação tem computadores ou sistemas de segurança eletromecânicos que impedem operações indevidas por parte do operador. 

Subestações Automatizadas: Na subestação automatizada, o controle do sistema é realizado por meio de computadores e softwares, como sistemas supervisórios do tipo SCADA (Supervisory Control and Data Acquisiton).

Subestação móveis de energia

As subestações móveis são soluções temporárias, utilizadas no fornecimento emergencial de energia em situações como manutenções programadas em transformadores de força, energização de obras prioritárias e atendimento de cargas sazonais em eventos e outros projetos.

A subestação móvel possui todos os equipamentos e dispositivos dos sistemas mais complexos e com as mais variadas tensões de funcionamento.

Contemplam o fornecimento de transformadores até equipamentos de proteção e controle, com a vantagem de poder ser transportada para diversas localidades.

Flexíveis, as subestações da Tecnogera são soluções potentes, desenvolvidas com componentes de alta tecnologia que garantem dinamismo e desempenho operacional, permitindo a continuidade dos serviços sem os prejuízos e transtornos causados pela interrupção de energia.

As Subestações de Energia Móveis da Tecnogera foram desenvolvidas para trazer mobilidade e dinamismo operacional em situações programadas ou emergenciais.

Desenvolvidas com componentes modernos, atendendo aos principais requisitos de confiabilidade e segurança, elas atendem diversas configurações de tensão tornando uma solução com grande flexibilidade em sua aplicação.

 




VOLTAR